terça-feira, 8 de maio de 2018

Paraguai vai abrir embaixada em Jerusalém no mês de maio, diz Israel

Informação não foi oficialmente confirmada pelo Paraguai. EUA e Guatemala também anunciaram transferência de embaixadas para Jerusalém
Informação não foi oficialmente confirmada pelo Paraguai. EUA e Guatemala também anunciaram transferência de embaixadas para Jerusalém
O Paraguai vai abrir sua embaixada em Jerusalém até o final de maio, disse nesta segunda-feira (7) o ministério de Relações Exteriores de Israel, de acordo com a agência Reuters.
“O presidente do Paraguai Horacio Cartes planeja vir a Israel até o final do mês para abrir uma embaixada em Jerusalém”, disse o porta-voz do ministério, Emmanuel Nahshon.
No entanto, o ministério de Relações Exteriores do Paraguai divulga que tal decisão ainda não foi tomada.
Os EUA devem inaugurar oficialmente a sua embaixada em Jerusalém na próxima semana. Nesta segunda-feira (7), operários instalaram as primeiras placas que indicam a direção da embaixada americana na cidade. Além dos EUA, a Guatemala também anunciou a transferência de sua embaixada.
Decisão americana
O presidente americano Donald Trump, que rompeu com décadas de atuação da diplomacia do país e de consenso internacional, anunciou em 6 de dezembro do ano passado o reconhecimento de Jerusalém como capital de Israel e a transferência da embaixada, atualmente em Tel Aviv.
A decisão unilateral de Trump foi celebrada por Israel, mas condenada pelos palestinos, que desejam que Jerusalém Oriental se transforme na capital do Estado que aspiram e consideraram a decisão do presidente americano a negação de suas reivindicações.
A comunidade internacional vê a anexação como ilegal e considera Jerusalém Oriental como território ocupado. Desde a criação de Israel não reconhece Jerusalém como capital deste país e considera que o status final da cidade deve ser negociado. As embaixadas estrangeiras em Israel ficam em Tel Aviv.
Fonte: G1

Professora é acusada de terrorismo por dizer ‘Deus te ama’ a estudante gay


Svetlana Powell foi demitida por responder às perguntas dos alunos sobre suas crenças ligadas à homossexualidade
Svetlana Powell foi demitida por responder às perguntas dos alunos sobre suas crenças ligadas à homossexualidade
Uma professora cristã foi demitida por uma academia de aprendizagem financiada pelo governo britânico, por responder às perguntas dos alunos sobre suas crenças ligadas à homossexualidade.
Com mais de 17 anos de experiência, a professora Svetlana Powell foi dispensada pela Academia de Aprendizagem t2 em Bristol, na Inglaterra, em julho de 2016. Ela também foi relatada como uma “ameaça de radicalização” ao Prevent, o principal programa antiterrorismo do Reino Unido.
Em resposta a pergunta de uma estudante de 17 anos, Powell disse que acredita pessoalmente que a homossexualidade é contra a vontade de Deus, mas que Ele ama todas as pessoas, independentemente do que fazem ou são.
Quando disseram que uma das alunas era lésbica, Powell se voltou para ela e disse: “Deus ama você”. Dois dias depois, a gerente de recursos humanos da t2, Stacy Preston, disse à professora que ela seria demitida por “falta grave”.
“Fiquei surpresa quando meu contrato foi rescindido. Eu estava contando a eles sobre o amor de Deus e o amor um pelo outro. Para eles chegarem ao ponto de comparar minhas visões cristãs aos atos terroristas, é absolutamente terrível”, comentou Powell.
A diretora de proteção da t2, Sian Prigg, alegou ao Tribunal do Trabalho que relatou o incidente ao Prevent depois que um grupo de estudantes se queixou de sofrer “lavagem cerebral” e serem alvo de uma “pregação”.
Powell só soube que foi relatada como uma “ameaça à radicalização” quando apresentou uma reivindicação legal contra a t2 e leu o depoimento de Prigg para o Tribunal.
“Eles sabiam que eu era cristã e ficaram interessados em minhas opiniões como cristã porque eram diferentes de outros professores, minhas respostas eram muito diferentes do que eles sabem”, comenta Powell.
“Somos todos pecadores e Deus ama a todos. Deus abriu o caminho para sermos perdoados por seu filho Jesus Cristo. E eu disse àquela menina que Deus a ama”, acrescenta a professora.
O juiz do Tribunal do Trabalho do Reino Unido decidiu que a Academia t2 não discriminou a professora Powell por causa de suas crenças religiosas.
Fonte: CBN News e CPAD News

Hamas anuncia recompensar de até US$ 3 mil a quem atacar Israel

Organização terrorista palestina está promovendo a 'Marcha do Retorno' para a 'retomada de Israel', que culminará com um protesto maciço no dia do aniversário da Independência de Israel
Organização terrorista palestina está promovendo a ‘Marcha do Retorno’ para a ‘retomada de Israel’, que culminará com um protesto maciço no dia do aniversário da Independência de Israel
Como esperado, milhares de manifestantes apoiados pelo Hamas queimaram centenas de pneus, formando nuvens de fumaça preta sobre a fronteira com Israel. A organização terrorista palestina está incentivando seus seguidores a sofrerem ferimentos e até morrerem pela “causa”, anunciando na última sexta-feira (6) que pagaria às famílias dos mortos ou feridos, variando de US$ 200 a US$ 500 por lesão e US$ 3.000 por morte.
O Ministério da Saúde de Gaza informou que três palestinos morreram no  último ataque, pelo menos um deles membro de um grupo terrorista, enquanto os manifestantes tentavam, durante uma segunda semana, entrar em Israel. Eles também afirmam que várias centenas de militantes palestinos ficaram feridos, mas esses números não puderam ser confirmados.
Segundo estimativas da Força de Defesa de Israel, a multidão parece ser “significativamente menor” que os 30 mil homens palestinos que participaram na última sexta-feira (6) da “marcha de retorno” para recuperar aldeias perdidas para Israel na guerra de 1948.
Centenas de simpatizantes do Hamas se reuniram em torno de seu sombrio líder Yehiyeh Sinwar na fronteira e gritavam: “Estamos indo para Jerusalém, seremos milhões de mártires”.
Em uma ameaça pública desafiadora, Sinwar prometeu “violar as fronteiras”.
Os militares de Israel cumpriram a advertência de que voltariam a usar do seu poder de fogo para evitar incursões. Os militares também divulgaram um vídeo mostrando palestinos tentando derrubar a cerca da fronteira.
Os palestinos queimaram pneus para obscurecer a visão dos franco-atiradores israelenses prontos para derrubar os moradores de Gaza, que conseguiram atravessar a fronteira.
O ‘Jerusalem Post’ publicou uma citação do exército israelense que dizia: “Houve várias tentativas de acertar e atravessar a cerca sob a fumaça dos pneus. Além disso, várias tentativas de ataques foram realizadas, incluindo o lançamento de explosivos, coquetéis molotov e sabotagem da cerca, tudo sob a proteção da fumaça”.
O Hamas disse que continuará as manifestações da “Marcha de Retorno” por mais cinco semanas, culminando em um protesto maciço no dia do aniversário do que eles chamam de Al-Nakba (a chamada “Catástrofe”), que é o Dia da Independência de Israel (em maio) no calendário gregoriano.
Fonte: Guia-me, CPAD News e CBN News

Vulcão: Erupção do Kilauea deixa 21 casas destruídas no Havaí


Lava expelida pelo vulcão avança sobre estrada no Havaí
Lava expelida pelo vulcão avança sobre estrada no Havaí
A erupção do vulcão Kilauea destruiu pelo menos 21 casas no Havaí, informaram neste domingo (6) autoridades americanas. O número tem como base uma vistoria aérea realizada pelos bombeiros na região atingida pela lava.
O vulcão entrou em erupção na sexta, em meio a uma série de terremotos na área, o maior deles também na sexta de 6,9 graus de magnitude.
Autoridades disseram que a rocha fundida, o gás tóxico e o vapor estão explodindo através de aberturas no solo criadas pelo vulcão. O Observatório de Vulcões do Havaí informou que oito dessas rachaduras apareceram no bairro residencial Big Island nos últimos dias.
Emergência
O governador do Havaí, David Ige, decretou estado de emergência para poder desbloquear verbas suplementares para enfrentar a situação. A Administração Federal de Aviação impôs restrições de voo na área até segunda-feira para todas as operações, exceto as de auxílio.
Os moradores forçados a sair de suas casas estão abrigados em centros comunitários até que o perigo causado pelo Kilauea, que é um dos vulcões mais ativos do mundo, passe.
O Serviço Americano de Geologia e Sismologia (USGS, na sigla em inglês) elevou o nível de alerta de “vigilância” para “advertência”, informando que foram detectadas “novas grandes fendas” vulcânicas.
Deixe o seu comentário no Verdade Gospel.
Fonte: Veja

segunda-feira, 7 de maio de 2018

Em cartaz, PAULO apóstolo de Cristo




https://www.ingresso.com/sao-paulo/home/filmes/paulo-apostolo-de-cristo#!#data=20180507

Ruas de Jerusalém já têm placas da embaixada dos EUA - Vejam

Prédio será inaugurado noa dia 14 de maio, data em que Israel comemora 70 anos de independência;

População de Jerusalém já começa a ver as novas placas indicando o caminho para a nova embaixada Foto: EFE/Abir Sultan

Vários operários começaram a instalar placas de rua que indicam o caminho até a embaixada dos Estados Unidos em Jerusalém, que será oficialmente transferida e inaugurada na próxima segunda-feira (14).
Cartazes com as inscrições “Embaixada dos EUA” em hebraico, árabe e inglês foram pendurados nos arredores do edifício onde passará a funcionar a delegação americana e que até então era a Seção de Vistos do Consulado Geral dos EUA, no bairro de Arnona, em Jerusalém Ocidental.
A partir da próxima segunda-feira, o prédio será o escritório do embaixador David Friedman e de parte dos diplomatas, até que terminem as obras de ampliação do espaço da embaixada e um novo edifício separado, que devem ficar prontos em sete anos.
– Isto não é um sonho, é realidade. Jerusalém é a eterna capital do povo judeu e o mundo começa a reconhecer este fato – escreveu o prefeito do Jerusalém, Nir Barkat, em sua conta do Twitter.
Ele também agradeceu ao presidente americano, Donald Trump, por ter reconhecido Jerusalém como a capital de Israel e anunciado a mudança da embaixada para onde nenhum outro país tem delegação.
*Com informações da Agência EFE/pleno.newa

sábado, 24 de fevereiro de 2018

Cidade de JANDUÍS Movimentada com Equipe do "Fé e Ação" - VEJAM



No último dia 27 de Janeiro deste ano 2018, a equipe do Projeto Fé e Ação esteve realizando mais uma ação social DESTA VEZ na cidade de Janduís região oeste do Rio Grande do Norte.

A equipe coordenada pelo casal; irmã Ana Kelli e seu esposo irmão Fabrício como também toda equipe do Fé e Ação, estiveram na cidade de Janduís com apoio da Igreja Evangélica Assembleia de Deus Novo Ministério através do pastor Tarcísio Costa e sua esposa irmã Zélia Costa, durante todo o dia, foram realizadas diversas atividades sociais  iniciando o dia com a equipe de "evangelismo" percorrendo parte do bairro; logo após foram realizadas as seguintes ações sociais e/ou trabalhos sociais;
  1. Trabalhos com as crianças;
  2. Ensino da palavra de Deus para crianças; 
  3. Distribuição de brinquedos; 
  4. Lancheiras; 
  5. Limpeza de pele;
  6. Aplicação de fluor para crianças com distribuição de escovas dental; 
  7. Corte de cabelos infantil e feminino como também para adultos. 
  8. Distribuição de um sopão para todos;
  9. Distribuição de cestas básicas;
  10. Teste de Glicemia dentre outras atividades totalmente gratuitas.


No período da tarde, foi realizado um CULTO de louvor e adoração a Deus pela equipe do Fé e Ação onde totalizou 15 almas para JESUS.  Esteve cooperando nos trabalhos de louvor a Deus, a Banda MINISTÉRIO RHEMA através do irmão Sanilson e seus componentes. 


Abaixo segue fotos feitas durante o Dia.

(Fotos: Equipe Fé e Ação).
























































AGRADECIMENTOS:


Através deste blog, o pastor Tarcísio Costa e família ADNM, agradece a equipe do FÉ E AÇÃO pelos trabalhos sociais desenvolvidos durante todo o dia na cidade de Janduís, que o DEUS de Israel os Abençoe ABUNDANTEMENTE no nome de JESUS, que a equipe cressa mais e mais nessa obra importantíssima para o Reino de Deus.

Pr. Tarcísio Costa
ADNM/RN